quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Joaçaba no Jornal Nacional

Félix Maier

17/11/2008

Joaçaba, SC, município onde eu nasci (Luzerna, então, era distrito, não município, como hoje), vez em quando aparece no noticiário. Normalmente, é sobre coisa que não presta.

Anos atrás, foram presos falsificadores de dinheiro na cidade, pertencentes a uma gangue que tinha suas atividades espalhadas por vários estados.

Recentemente, Joaçaba foi notícia devido à contenda que existia entre um empregado e um empregador, que brigaram na Justiça pela posse do dinheiro recebido em uma loteria. O juiz aplicou a lei salomânica: metade pra cada um e pronto. Todos ficaram felizes, especialmente os advogados.

Joaçaba também foi notícia na revista Veja de tempos atrás, quando a estátua de Frei Bruno - padre tido pela população local como santo milagreiro - foi apresentada como sendo a terceira maior do mundo. Na verdade, alguns leitores retificaram os dados e a estátua diminuiu de tamanho, para a sexta ou sétima posição, não me lembro.

No dia 13/11/2008, foi noticiado pela TV Globo, tanto no jornal local das 13:15 horas, quanto no Jornal Nacional, o crime cruel cometido contra uma estudante na cidade de Joaçaba, durante uma festa. Joaçaba, para quem não sabe, hoje é uma cidade universitária, tem até curso de Medicina. Enquanto dois bandidos faziam a curra na moça, em revezamento, um terceiro bandido filmou o estupro. Um deles é menor de idade, mas já na maioridade do crime.

Não contentes com o crime cometido, os vagabundos colocaram as imagens na internet.

Com os crimes que temos visto ultimamente, dentre os quais se destacam as mortes com violência sexual de duas meninas de 8 anos, uma em Curitiba, outra em Castro, PR, está passando da hora de as autoridades brasileiras tomarem uma medida drástica.

E medida drástica, hoje, significa implantar a pena de morte no Brasil. Pena de morte para traficantes de drogas. Pena de morte para estupro, seguido de morte ou não. Pena de morte para homicida que tenha cometido crime hediondo.

Infelizmente, isso não irá ocorrer, porque nossas autoridades se julgam acima desse perigo, de seus filhos e netos sofrerem algum tipo de violência extrema, já que são protegidos (com nosso dinheiro) por um batalhão de seguranças e os seus carros são todos blindados.

Está chegando a hora em que boa parte dos brasileiros irá torcer para que o presidente da República, ministros, deputados, senadores, governadores, etc. tenham uma filha ou uma neta estuprada e morta. Depois disso, talvez esses pilantras fantasiados de políticos façam alguma coisa pelo Brasil, por nossas crianças.

Para mim, os nossos legisladores não passam também de criminosos, por pura omissão frente às barbaridades que todos os dias se tornam cada vez maiores.

PENA DE MORTE, JÁ!!!

P.S.: Na madrugada do último domingo (dia 16/11), mais uma menina, de 9 anos, foi encontrada morta em Curitiba, no bairro de Atuba, com marcas de estrangulamento e violência sexual. O suspeito se encontrava dormindo debaixo da cama da vítima. O que mais esperar para implantar a pena de morte para crimes hediondos como este? Sem esquecer da barbaridade cometida ano passado em Joinville (5 de março de 2007), SC, quando uma criança de 1 ano e meio foi encontrada morte em uma pia batismal, dentro de uma igreja, também vítima de violência sexual. PENA DE MORTE, JÁ!!!

Veja reportagem sobre o crime em Joaçaba em http://duard.com.br/blog/estupro-em-joacaba-veja-video-terrivel-imagens-horriveis/