terça-feira, 23 de dezembro de 2008

NY:Navalha na cara

Félix Maier

17/09/2001

No espaço de duas semanas, vi dois tipos de imagens aterradoras na TV. As primeiras me foram presenteadas pelo filme “Clube da Luta”, apresentado por um canal da Net. As outras imagens, da CNN, mostravam os atentados a Nova Iorque e a Wahington, no dia 11 de setembro.

Embora fosse apenas ficção, as imagens de “Clube da Luta” ficaram em minha memória por um bom tempo, antes que conseguisse dormir à noite. Especialmente pelas imagens do final do filme, quando carros com explosivos potentes põem abaixo vários edifícios, como se fosse uma implosão. Exatamente como ocorreu com as torres gêmeas do World Trade Center.

“Clube de Luta”, em resumo, conta a história de dois anarquistas que se tornam terroristas para lutar contra o “sistema”. Especialmente contra o consumismo capitalista, demonizado pelas firmas de cartões de crédito. A dupla funda um clube, onde são promovidas lutas violentas e cooptados os futuros “companheiros de jornada”, que recebem, como “batismo de fogo”, missões diversas, como explodir casas comerciais, restaurantes etc. Banhas e gorduras de clínicas de lipoaspiração são roubadas pelos “clube”, não só para fazer sabão, mas também para fazer explosivo. Um dos líderes ensina aos telespectadores quais são os componentes químicos necessários para a fabricação dessas bombas caseiras de grande poder destrutivo. Aliás, como já ocorre na Internet, certamente uma fonte de informação preciosa para terroristas amadores e profissionais. Os atentados, no filme “Clube de Luta”, se tornam cada vez mais violentos, categorias profissionais inteiras são cooptadas para continuar a luta contra o sistema. O final do filme, como já foi dito, mostra o apocalipse: o líder terrorista observa, de mãos dadas com a namorada, do alto de um prédio, a implosão, um a um, de vários edifícios em volta, até que a câmara começa a tremer e a tela fica na escuridão, indicando que os próprios também foram soterrados pela trama diabólica.

Leia texto completo em http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=946&cat=Ensaios&vinda=S