terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Miliquês, o idioma verde-oliva

Félix Maier

25/09/2007

Você certamente já conhece o baianês, o gauchês. E o miliquês, você conhece?

Idioma do milico, o miliquês é uma língua de âmbito nacional, sem dialetos de aratacas ou guascas. Do Oiapoque ao Chuí, o idioma é entendido por todos os que vestem a farda verde-oliva.

Abaixo, um micro-dicionário do miliquês.

Antigo - Militar mais velho, com mais tempo de caserna, se chama "antigo". Os mais novos são os "modernos".

Arataca - Pessoa oriunda do Nordeste brasileiro. Também conhecido como "cabeça chata".

Araújo - É o marujo do ar, ou seja, o militar da Aeronáutica.

Bobina - Além daquelas utilizadas pela Arma de Comunicações, para lançamento de linhas telefônicas, bobina é também sinônimo de militar enrolado.

Bóia - Comida de milico. Os anarquistas gostam de tirar um sarro: "Parasita da nação, vem comer o seu boião!"


Leia o texto completo em http://dominiocultural.com/ver_coluna.php?id=1104&PHPSESSID=86b652f74552409e88c7d9ab41f9a9d6