terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Adab Al-Arabi (Literatura Árabe)

Félix Maier

11/03/2002

No dia 6 de março de 2002, assisti à palestra “História da literatura árabe”, proferida pela Sra. Aida El-Khoury, Embaixatriz do Líbano no Brasil, no Auditório da Reitoria da Universidade de Brasília (UnB). A Sra. Aida é formada em Literatura e Ciências Políticas pela Universidade de Beirute. Presentes, além do Embaixador do Líbano, outras personagens do corpo diplomático em Brasília, professores e alunos de Letras e de História da UnB, além de uns poucos gatos pingados amantes da literatura, como eu.

Muito simpática, a Sra. Khoury mostrou grande desenvoltura no trato do Português, que domina muito bem, sendo elogiada por um professor de Francês da UnB presente à palestra. Até hoje, não me perdôo por saber somente umas 50 ou 60 palavras árabes, embora eu tenha vivido 2 anos no Cairo, de 1990 a 92, quando trabalhei na Embaixada Brasileira. É que os próprios cairotas não me ajudavam em nada, pois quando eu entrava com a mulher e os filhos em alguma loja (“al-bazar”), ou íamos a alguma lanchonete, eu iniciava a conversação em árabe, cumprimentando-os com um caprichado “sabah el-hir” (bom-dia), mas logo descobriam que eu era “gringo” e passavam a falar em inglês, às vezes francês ou até espanhol. Assim, desisti de aprender a língua do Profeta Mohamed para me dedicar exclusivamente ao Inglês no British Council – como, aliás, toda minha família. Porém, não deixo de ter uma certa inveja de estrangeiros que chegam ao Brasil e em alguns meses já falam o Português com bastante fluência.

A palestra da Sra. Aida foi dividida em 4 partes:

1ª parte – A Península Arábica nos Séculos V, VI e VII;
2ª parte – Arábia e Síria nos Séculos VII e VIII;
3ª parte – Bagdá, Córdoba e o mundo árabe, dos Séculos VIII ao XVIII; e
4ª parte – Líbano, Egito e o renascimento das letras árabes nos Séculos XIX e XX.

Leia o texto completo em http://www.usinadeletras.com.br/exibelotexto.php?cod=1494&cat=Ensaios&vinda=S